Mais de 40 mil pessoas foram atendidas pelo Setor Odontológico da Secretaria de Saúde em 2019.


O atendimento odontológico da atenção básica e do Centro de Especialidades do Município de Caçapava, atendeu a um total de 40.296 pessoas, totalizando mais de 125 mil procedimentos, no ano de 2019. Este é um dado do último balanço do setor, divulgado esta semana.

São vários os atendimentos oferecidos no Município, inclusive o serviço de atendimento odontológico para pacientes acamados, que teve início em setembro do último ano e que já assistiu 18 pessoas até o momento. Este serviço se tornou referência para a atenção básica no III Seminário de Educação Permanente em Saúde, que aconteceu em Ilhabela, em novembro do último ano.

Além do atendimento odontológico para acamados, há ainda o projeto “Dente de Leite Feliz”, que tem por objetivo promover a saúde bucal preventiva entre as crianças das creches municipais, estendendo as ações educativo-preventivas também para as famílias.

Há o atendimento para pacientes especiais, que pode ser tanto em espaço ambulatorial, domiciliar ou hospitalar (este último em parceria com a Fusam), oferecido pelo Centro de Especialidades Odontológicas. Os profissionais estão preparados para um atendimento diferenciado e humanizado.

Também é oferecido o Programa Odontológico Municipal nas Instituições de Longa Permanência de Idosos. Este atendimento é realizado pela equipe da Unidade Odontológica Móvel e Consultório Portátil. Os atendimentos são voltados fundamentalmente para as ações básicas da saúde bucal, contemplando atendimento clínico e ações educativas.

A Unidade Móvel Odontológica é um veículo adaptado com gabinete odontológico e demais equipamentos e materiais de uso odontológico e atualmente presta serviços em instituições e algumas escolas municipais.

Outro serviço oferecido é o Projeto Saúde Bucal do Trabalhador, que inclui um atendimento em 3º turno (das 17h às 19h) para assistir as pessoas que não tenham disponibilidade em horário normal de expediente.

 

Fila de espera e faltas

 

De acordo com o Chefe da Divisão da Assistência Odontológica, Luiz Guilherme Pacheco, no atendimento da atenção básica, não há filas de espera. O paciente chega no posto para marcação no dia e horário específico e, se não for atendido no mesmo dia, é atendido em até seis dias úteis.

Já para os atendimentos de especialidades, como endodontia (tratamento de canal), por exemplo, para os quais o paciente precisa ser encaminhado ao Centro de Especialidades, há a necessidade de aguardar em uma fila de espera que varia de acordo com a especialidade e com a demanda de atendimento.

Uma situação que o Setor Odontológico enfrenta é a quantidade de faltas, 12% dos pacientes agendados não compareceram às consultas em 2019, prejudicando o sistema retirando a vaga de outras pessoas que precisam do serviço.

Ao todo são 30 dentistas que atendem na rede pública de saúde. O Centro de Especialidades oferece atendimentos especiais, diagnóstico, pediatria, cirurgia, endodontia e periodontia.

 

Marcação de consultas

Para marcar consulta, a pessoa deve se atentar aos dias e horários estipulados por cada postinho de referência, ou no Postão, da Vila Antônio Augusto. O quadro para a marcação é o seguinte:

 

ESF

Vila Paraiso

 

 

 

8h

 

Jd. Caçapava

8h

 

 

 

 

Piedade

 

 

 

 

8h

Nova Caçapava

 

 

8h

 

 

Caçapava Velha (*)

 

 

 

 

 

Vila Menino Jesus

 

 

 

 

8h

Maria Elmira

 

 

 

 

8h

Jardim Rafael

8h

 

 

 

 

Postão

 

 

 

8h

 

(*) – Agendamento realizado durante as visitas domiciliares

Os atendimentos especiais só são indicados depois que os pacientes passem por consulta clínica nas unidades básicas de saúde.